Categorias Uncategorized

Mercedes autônomo que já opera no agronegócio brasileiro

O modelo da Mercedes-Benz possui nível 2 de autonomia e transita no ambiente controlado de lavouras de cana-de-açúcar




Os veículos autônomos estão se aproximando da nossa realidade, ainda que de forma gradual. No Brasil, a Mercedes-Benz já opera caminhões com nível 2 de autonomia em lavouras de cana-de-açúcar. Na prática, o condutor só é demandado em casos extremos.


“O piloto coloca a velocidade que ele quer e não precisa fazer mais nada. Dessa forma, o caminhão se desloca sozinho, com mais segurança e de forma totalmente automática e, em caso de qualquer acontecimento, o condutor pode manipular o veículo”, conta Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, em entrevista a EXAME.

Veja o vídeo do caminhão em operação:


De acordo com o executivo, o modelo extrapesado Axor 3131 com direção autônoma pode operar no agronegócio e na mineração, considerados ambientes controlados e com menor frequência de pessoas e até animais.

A direção autônoma é controlada por piloto automático, GPS e georreferenciamento (imagens de satélite) e o veículo é usado no lugar do trator, com a promessa de mais produtividade, menos consumo de combustível e menor custo operacional. A Mercedes explica que o caminhão leva a carga em sua própria carroceria. Já o trator necessita de um reboque, o que dificulta a circulação e pode causar o pisoteamento da plantação.

Até o momento, 20 unidades do modelo já foram negociadas com a empresa Grunner, de tecnologia para o setor de cana-de-açúcar, e 12 estão em operação no interior de São Paulo. Trata-se do primeiro caminhão com direção autônoma que opera 24 horas em usinas de cana. Sem abrir valores, a Mercedes garante que os custos são próximos aos de um trator, porém com mais produtividade e retorno.

Schiemer ressalta que a empresa já está trabalhando no desenvolvimento desse modelo para outras lavouras, como soja e milho, adaptando software e mudando especificações do produto. “Precisamos fazer essas adaptações porque as aplicações são diferentes.”

Próximos passos
O presidente da Mercedes relata que o grupo Daimler, controlador da marca, está investindo em veículos autônomos para utilização nas estradas, o que deve trazer segurança e economia de combustível. No entanto, para Schiemer, ainda vai demorar um tempo para o caminhão 100% autônomo chegar ao mercado, principalmente pelo desafio da questão jurídica, pois ainda é difícil um consenso sobre quem seria responsabilizado em caso de acidentes.

“Também falta infraestrutura de telecomunicações no Brasil inteiro para oferecer esse tipo de caminhão nas estradas. A tecnologia do 5G, por exemplo, é essencial”, pondera o executivo.

Fonte: Exame

Esta postagem foi publicada em 19 de agosto de 2019

admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Postagens recentes

Vídeo Caminhão realiza o transporte de mansão no Estados Unidos

O motorista do caminhão cobrou 2 milhões para realizar o frete O proprietário de uma mansão vitoriana do século XIV…

2 horas atrás

PRF e Ibama fiscaliza caminhões com diesel S500 e sem Arla 32

Agentes autuaram quatro motoristas de caminhão na BR-101 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas realizou uma ação integrada com…

2 horas atrás

Caminhoneiros realizam protesto para conseguir atravessar fronteira com Peru

Motoristas não estão conseguindo atravessar ponte ocupada por imigrantes Caminhoneiros que estão tanto do lado brasileiro como do lado peruano,…

2 horas atrás

Nós e nossos parceiros utilizamos tecnologia do tipo cookies e coletamos dados durante a navegação para lhe proporcionar a melhor experiência online e para personalizar o conteúdo e os anúncios publicitários que são exibidos para você. Diga-nos se concorda com o uso de todos estes tipos de cookies.

Consulte Mais informação