Caixa Econômica vai renegociar dívidas de caminhoneiros

De acordo com Bolsonaro, poderão ser renegociadas dívidas de cartão de crédito e outras despesas, como financiamento imobiliário

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciaram a possibilidade dos caminhoneiros renegociarem suas dívidas com o banco estatal. Dívidas de cartão de crédito e outras despesas, como financiamento imobiliário, vão poder ser renegociadas. As negociações começam na próxima segunda-feira (15).

“A caixa já tem uma renegociação com 3 milhões de pessoas, de até 90% de desconto. 600 mil pessoas evitaram de perder suas casas. […] Temos um volume significativo de caminhoneiros que também podem evitar de perder suas casas a partir de negociação que já tínhamos e ampliamos para os caminhoneiros”, disse Guimarães.



No anúncio, foi feito durante live do presidente Bolsonaro, transmitida em sua conta no Facebook, Guimarães acrescentou que a renegociação é para crédito na Caixa.


Para casos de crédito no Banco do Brasil ou BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), a Caixa precisaria negociar com os bancos. Bolsonaro acrescentou que estão ocorrendo conversas com esses dois bancos para repetir as negociações também nessas instituições.

O presidente da Caixa também disse que o governo fará um anúncio “revolucionário” a respeito de crédito imobiliário na terça-feira (20). Segundo ele, a novidade valerá para novos contratos. “A gente não pode mexer nos contratos antigos, mas vai gerar bastante demanda, bastante emprego. Será algo revolucionário”.

Fonte: R7

brasildotrecho:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Este site usa cookies.

ler