Publicidade
Categorias Uncategorized

9 dicas de ouro para comprar seu caminhão usado

Publicidade


Para lhe auxiliar, separamos 9 dicas de ouro para comprar o seu caminhão usado. Continue a leitura para conferir!

1- Pesquise o preço médio do modelo escolhido

Uma dica é verificar o preço médio do caminhão que você deseja comprar, assim, não acaba pagando mais por um modelo do que ele realmente vale. Na categoria de Caminhões e Ônibus do Superbid, por exemplo, você pode conferir diversos caminhões usados com descrições detalhadas e preços com economia considerável.


2- Verifique a documentação

Especialmente em compras feitas fora de concessionárias, é muito importante que a documentação do veículo seja conferida pelo comprador. Isso contribui para que não haja riscos de uma dívida futura, pendências ou restrições.


VEJA, TAMBÉM, SE O LICENCIAMENTO ESTÁ EM DIA, SE O IPVA ESTÁ QUITADO E SE O DPVAT E A INSPEÇÃO VEICULAR AMBIENTAL POSSUEM ALGUM ATRASO.



3 – Faça uma visita

Fazer uma visita para avaliar a performance do veículo, sua dirigibilidade e conforto é muito importante para quem quer comprar um caminhão usado. Esse é o momento ideal para conferir se o caminhão não apresenta barulhos estranhos em sua parte mecânica, acessórios do painel com defeito e mau funcionamento da parte elétrica.


Além disso, também é possível verificar se há necessidade em fazer um alinhamento das rodas.


O que verificar na hora da visita?

Luzes do painel

Sempre que uma luz de aviso estiver acesa no painel, encare como um sinal de alerta. Elas são responsáveis por avisar que o sistema eletrônico do caminhão está encontrando algum problema como: nível de óleo, sistema de freio ABS ou temperatura.


Mesmo que todos os componentes estejam apresentando um bom funcionamento, uma luz acesa no painel pode significar problemas na própria central eletrônica.


Marchas

Verifique se o engate das marchas é suave e se o pedal da embreagem está duro. Caso sinta dificuldade em trocar as marchas ou ouvir algum barulho estranho como arranhados ou batidos, pode significar que a embreagem está desgastada.


Barulhos na suspensão

Balanços exagerados e batidas fortes indicam falta de eficiência nos pistões. Isto é: o caminhão apresenta desgastes no sistema de suspensão.


Força do motor

Peça para que o mecânico confira a força do motor, e faça uma boa inspeção nessa área para ter certeza de que não há problemas. Isso também vale para verificar se há necessidade de uma troca próxima, ou se o motor está em boas condições.


Freios

Trepidações em frenagens suaves e fortes pode significar desgaste de pastilhas. Já o travamento das rodas indica problemas no ABS. Além disso, fique atento na hora de testar o freio de estacionamento.


VERIFIQUE SE HÁ SONS AO ACIONAR OS FREIOS. OS SONS ALTOS E PERSISTENTES DE ATRITO METÁLICO INDICAM PROBLEMAS NAS PASTILHAS E LONAS.


Barulhos nos rolamentos

Quando os rolamentos estão desgastados é possível ouvir estalos e zumbidos, além de haver a possibilidade de se notar o travamento de uma roda.


Conforto e ergonomia

Como trata-se de um veículo onde você irá passar grande parte do seu tempo, é necessário que ele apresente um certo conforto. Além do mais, por se tratar de um trabalho, a ergonomia também é essencial. O assento precisa dar boa sustentação para o corpo e a posição da direção deve ser satisfatória.


4- Inspecione o veículo

Não se esqueça de fazer uma vistoria completa no caminhão, inspecionando o motor, embreagem, caixa de câmbio, pneus, lataria, suspensão, conjunto de transmissão etc. Isso fará com que você se previna de custos ocultos com consertos futuros.



Realizar essa inspeção na hora de escolher o veículo irá prevenir prejuízos como: problemas mecânicos não mencionados ou acabar pagando um valor maior por veículos desvalorizados que tenham sido batidos, por exemplo.


O que inspecionar na hora de comprar um caminhão usado?

Lataria e aparência externa

É importante verificar qual o estado de toda a lataria e procurar por amassados, ondulações e diferenças na pintura. Qualquer imperfeição pode representar que houve um conserto mal feito em ferrugens, ou batidas que o dono esteja tentando esconder.


Para fazer um teste, coloque um pedaço de ímã enrolado em um pano e passe pela lataria. Se o ímã cair, significa que há presença de massa plástica na lataria do caminhão.


Portas e vidros

Veja se as portas fecham direito e se encaixam perfeitamente. É importante abri-las até o final e fechá-las para conferir se há barulhos ou estalos. Caso você note algum ruído diferente, isso pode significar que a porta foi trocada e não é original.


Os vidros originais devem possuir todos os dados do veículo impressos no canto. Lembre-se de também abri-los e fecha-los até o fim para ter certeza de que as máquinas de vidro estão funcionando corretamente.


Luzes

Confira se todas as luzes funcionam perfeitamente e não há nenhuma lâmpada queimada. O mau funcionamento das luzes do caminhão pode representar problemas elétricos.


Interior da cabine

O estado em que o interior da cabine se encontra é muito importante, embora muita gente descuide desse detalhe. Ela precisa apresentar boa conservação e cuidados, já que você irá passar bastante tempo ali dentro durante as viagens. Os bancos devem ser bem conservados, o volante e manoplas devem estar em boas condições e o painel deve ser íntegro e completo.


Um interior mal conservado indica desleixo com o caminhão e uso severo. Isso pode acabar refletindo na mecânica do veículo, por exemplo.


Motor

O motor ligado não deve fazer muita fumaça: isso pode representar a necessidade de uma retificada em um futuro próximo. Giro irregular dos pistões causa trepidações, assim como barulhos estranhos que soam como arranhões ao dar a partida e batidas metálicas são sinais de problema.


Suspensão

A suspensão deve ser conferida de duas formas: visualmente, atentando-se a rachaduras e corrosões nas molas e pistões, além de um possível ressecamento nos coxins e batentes. E manualmente, notando se não há folgas no sistema ao chacoalhar os pistões.


CASO VOCÊ CONSIGA BALANÇAR O CAMINHÃO, VEJA SE A SUSPENSÃO MANTÉM O VEÍCULO ESTÁVEL. BALANÇAR DEMAIS INDICA PROBLEMAS NOS AMORTECEDORES DA CABINE.


Pneus

Não se esqueça de conferir se todos os pneus são compatíveis com aquele veículo e se estão em bom estado. Observe as ranhuras e sulcos para saber se não estão carecas. Além disso, também é importante procurar por rachaduras ou bolhas em toda a sua extensão, pois significam falhas que facilitam estouros e rasgos.


Quinta-roda

A quinta-roda não deve apresentar ferrugens, deve estar com a lubrificação em dia e seu estado de conservação deve ser tão bom quanto o resto do caminhão usado.


Vazamentos

Resquícios de umidade e marcas de óleo queimado ou seco no motor e em toda a parte mecânica indicam vazamentos. Preste atenção também nas mangueiras, que não devem estar ressecadas e nos pistões, que também não devem apresentar nenhuma mancha de óleo.


5- Veja se o proprietário utiliza apenas peças originais

Normalmente, as peças originais tendem a ser mais duráveis do que as peças paralelas. Isso porque elas são feitas nas especificações exatas de medida e desempenho para aquele modelo de caminhão. Na balança final, as peças originais acabam representando uma grande economia.


Além de sua longa durabilidade que diminui a quantidade de substituições que poderiam ser necessárias, o esforço sobre outros componentes mecânicos são minimizados pela sua ótima eficiência. Isso faz com que manutenção seja mais barata.


6- Confira se houve manutenção preventiva

A manutenção preventiva, caracterizada por trocar peças com sinais de desgaste e manter os fluidos e lubrificação dos componentes em dia, é muito importante para que você não precise fazer reparos que acabam encarecendo o preço final do caminhão usado.


Imagine que você conseguiu uma proposta mais barata do que as demais. Porém, ao verificar o motor e os pneus do veículo, nota que eles precisarão ser trocados em pouco tempo. Isso fará com que você gaste com o valor da compra e da manutenção.


7- Verifique a procedência do caminhão

É importante, sempre que possível, verificar com quais materiais e quais os tipos de serviço o caminhão trabalhava antes de ser colocado à venda. Essa inspeção serve para que você tenha uma breve noção das condições em que o veículo se encontra.


OS CAMINHÕES QUE TRABALHAM COM MATERIAIS LEVES TENDEM A APRESENTAR UM DESGASTE MENOR, ENQUANTO OS CAMINHÕES QUE CARREGAVAM MATERIAIS MAIS PESADOS, COSTUMAM TER SUA SUSPENSÃO BASTANTE DESGASTADA.


8- Confira os locais mais comum de ferrugem

Muitas vezes esse detalhe acaba passando despercebido. Verifique perto das borrachas, nas arestas inferiores da carroceria, na parte de baixo das portas e para-lamas e nas bordas das tampas do capô do motor e dos bagageiros.


Lembre-se de erguer os tapetes. Caso encontre ferrugem, umidade ou água, isso significa que as borrachas dos vidros e porta estão com problemas de vedação, ou há algum buraco no assoalho do veículo.


9- Leve a um mecânico

Nem sempre é possível levar o caminhão usado para o mecânico antes de realizar a compra. Porém, caso você consiga, seria interessante fazer essa visita para que o profissional veja se há problemas com o motor ou caixa de marchas. Além do mais, ele ainda pode fazer uma revisão completa para você.


Depois de conferir nossas dicas para comprar seu caminhão usado, fique atento ao que você aprendeu e use o conhecimento adquirido para fazer uma boa compra. Lembre-se de sempre pesquisar bem os preços antes e desconfie de valores muito baixos.

Fonte: Super Bird

Publicidade
Categorias NOTICIA
admin_brasildotrecho

Deixe um comentário

Esse website utiliza cookies.

Consulte Mais informação