Preço médio do diesel nas bombas cai 0,14% enquanto refinarias mantêm valor estável

Bomba de abastecimento

O preço médio do diesel, combustível mais comercializado do Brasil, caiu 0,14 por cento nos postos brasileiros nesta semana frente à anterior, para 3,549 reais por litro, mostraram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta sexta-feira.

A leve queda veio após a Petrobras manter o preço do combustível estável nas refinarias desde 22 de março. Na semana passada, a empresa informou uma alteração da política de precificação do diesel, que agora será ajustado em intervalos não inferiores a 15 dias.
O repasse dos preços dos combustíveis da Petrobras para a bomba depende de diversos fatores, como margens da distribuição e revenda, impostos e misturas de biocombustíveis.

Nos primeiros três meses do ano, o diesel teve alta de apenas 3 por cento nos postos, contra avanço de 18,5 por cento nas refinarias da Petrobras.

No caso da gasolina, o preço médio nas bombas caiu 0,09 por cento nesta semana ante a anterior, para 4,358 reais por litro.
O movimento da gasolina também ocorreu após a Petrobras ter mantido o preço estável nas refinarias desde 19 de março até esta sexta-feira, na maior série sem reajustes desde que a empresa anunciou em setembro uma política de hedge, que permite manutenção das cotações nas refinarias por um período de 15 dias evitando eventuais perdas.

Nesta sexta-feira, no entanto, a Petrobras elevou em 5,6 por cento o preço médio da gasolina nas refinarias, para 1,9354 real por litro, maior valor desde 30 de outubro de 2018.

No primeiro trimestre, o preço médio da gasolina nos postos subiu 0,4 por cento, enquanto nas refinarias foi registrado avanço de 21,5 por cento.

Já o preço médio do etanol, concorrente da gasolina nas bombas, caiu 1,7 nos postos brasileiros nesta semana, para 2,918 reais por litro.

Fonte: O Petróleo 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...