Grupo Traton apura mais um recorde de vendas

Grupo Traton apura mais um recorde de vendas

Grupo Traton apura mais um recorde de vendas

Pelo terceiro ano consecutivo desde que foi criado, em 2015, o Grupo Traton acumulou mais um crescimento em suas vendas globais. No ano passado, as marcas Scania, MAN e Volkswagen Caminhões e Ônibus entregaram juntas 223 mil veículos comerciais, expansão de 14% na comparação com o exercício de 2017, quando as entregas somaram 205 mil unidades.

Segundo a corporação, o resultado obtido foi influenciado pelo bom desempenho dos mercados europeus e pela trajetória de recuperação apresentada pelo Brasil. No primeiro caso, as vendas de veículos de comerciais na União Europeia aumentaram 3,2% em 2018, para 2,5 milhões de unidades, o sexto ano contínuo de expansão e o maior desde 2007, de acordo com as estatísticas da Acea, associação que reúne os fabricantes no continente. Já as vendas de caminhões e ônibus no Brasil subiram 43% em relação a 2017, com 91 mil unidades, segundo os dados da Anfavea, a entidade que representa a indústria de veículos no País.


“As metas de crescimento foram plenamente alcançadas”, diz em comunicado Andreas Renschler, CEO do Grupo Traton e membro do Conselho de Administração da Volkswagen AG. Para o executivo, o sucesso “foi impulsionado por produtos excelentes, boa proximidade com o cliente, equipe forte e um mercado global regular, estável e atraente”.


Balanço da empresa destaca contribuição de todas as três marcas sob o seu chapéu. No ano passado, a MAN entregou 102,5 mil unidades, 14% maiores do que as de 2017. A Scania vendeu 98,5 mil caminhões e ônibus, alta de 6%, e a VWCO negociou 36,3 mil veículos em todos os mercados nos quais atua, crescimento 40%.

Somente no mercado brasileiro, a fabricante de Resende (RJ) somou 24,9 mil caminhões, ônibus e comerciais leves vendidos em 2018, volume 52,4% superior ao obtido no anterior, quando anotou 16,3 mil unidades. Cabe lembrar que com a introdução de sua família de caminhões Delivery, ao longo do ano passado, a empresa passou a atuar no segmento de comerciais leves, abaixo de 3,5 toneladas. No primeiro ano cheio de vendas, o Delivery Express, o representante da empresa na categoria, acumulou 1,3 mil licenciamentos.

Por segmentação, as vendas globais de caminhões do Grupo Traton somaram 202,4 mil unidades no ano passado, em alta de 10%. As transações de ônibus das marcas cresceram 18%, para 22,3 mil unidades, sendo impulsionadas pelos mercados da América do Sul e da África.

De acordo com relatório, na região que engloba a União Europeia, Noruega e Suíça, o Grupo Traton se apresenta como o principal fornecedor da caminhões ao somar 116,7 mil unidades vendidas no ano passado, um crescimento de 9% sobre 2017. A recuperação econômica na Rússia promoveu alta de 15%, para 12,5 mil caminhões, e na América do Sul, os 40,4 mil caminhões entregues representaram avanço de 37% na mesma base de comparação.

Resultados negativos foram apurados somente no Oriente Médio, região onde os licenciamentos caíram 27%, para 6,9 mil caminhões, e na Ásia/Pacífico, queda, de 9%, com 13,6 mil unidades. Na África, as vendas se mostraram estável, com 7,6 mil unidades.
Fonte: Estradão

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...