Decorado para o carnaval, ônibus anima passageiros do transporte público de Natal

Decorado para o carnaval, ônibus anima passageiros do transporte público de Natal

Veículo da linha 51 circula todo decorado desde a última segunda-feira (25). Motorista e usuários dizem que viagens ficaram mais descontraídas.


O clima de folia chegou até o transporte público de Natal. Com sombrinhas de frevo, fitas, adornos com muitas cores, um dos ônibus que fazem a linha 51 da capital foi totalmente caracterizado para o período. A decoração agradou tanto os passageiros como o motorista da condução.

A linha faz um percurso ligando os bairros Pirangi e Rocas, nas zona Sul e Leste da capital, passando pelo centro da cidade. Desde a segunda-feira (25), porém, a rota ficou um pouco mais animada para os passageiros que utilizam o transporte público diariamente.


"É, no mínimo, uma surpresa você entrar no ônibus que tem adornos, adereços de carnaval. Torna a viagem menos monótona, mais divertida. Dá um colorido ao ônibus, deixa ele mais interessante. O ambiente fica mais descontraído, as pessoas acabam interagindo", diz o jornalista Rafael Amorim, que é usuário da linha.
O motorista Josanilton Rodrigues de Souza, que trabalha há 10 anos na empresa Via Sul, diz que o ônibus que ele dirige foi o único da empresa decorado para a ocasião. Ele também entrou no clima e já deixa a garagem com chapéu e um colar de estilo havaiano no pescoço.

"O pessoal da empresa veio falar comigo para saber se dava para usar o chapéu. No início, achei estranho, mas quando as pessoas viam já entravam no ônibus sorrindo, brincando comigo, ai gostei", conta o profissional.


De acordo com ele, a decoração muda o clima da viagem e já deixa as pessoas prontas para a festa. "Os passageiros tiram fotos comigo, buzino para o povo, é uma animação só", diz.

Josanilton diz que sempre gostou muito de carnaval e sempre aproveitar uma folguinha no período para viajar com a família para Galinhos, no interior do estado. "Sempre brinco lá nos bloquinhos. E agora já estou no clima", considera.
Fonte: G1

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...