Caminhoneiros se dizem 'desprestigiados' por Carlesse e querem isenção na balsa

Caminhoneiros se dizem 'desprestigiados' por Carlesse e querem isenção na balsa

O governo deixou de fora quem transporta as riquezas do Estado, disse.

Os caminhoneiros do Estado do Tocantins estão cobrando do Governo Estadual a isenção da travessia na balsa de Porto Nacional da mesma forma que foi concedida aos proprietários de veículos pequenos.

Para o presidente do Sindicato dos Caminhoneiros do Estado do Tocantins (Sindcamto), José Aparecido do Nascimento, o caminhoneiro não compreende a postura do Governo ao isentar a travessia da balsa para carros de pequeno porte, deixando de fora quem transporta as riquezas do Estado.

José Aparecido disse ainda que o caminhoneiro desavisado com destino a Porto Nacional e região se depara com a balsa e é surpreendido, pois tem que optar pelo alto custo da embarcação ou percorrer vários quilômetros para pegar uma rota alternativa, onerando as despesas da viagem.

Para Aparecido, as duas situações resultam em atrasos que prejudicam o transportador e geram prejuízo ao consumidor, que consequentemente vai ter que arcar com os gastos acrescidos. Na sua visão, o próprio caminhoneiro que já trabalha no vermelho e com longa jornada passa a contar com mais um complicador no caminho.

“Já que as balsas são grandes, porque não liberar para os caminhoneiros?, sendo ele, de suma importância para a economia do Estado e historicamente quem transporta a riqueza do país?”, cobra Aparecido.

“O que o caminhoneiro do Estado deseja é a construção da ponte, mas já que chegou ao ponto de utilizar a balsa, que a isenção seja também para os caminhões”, reforça o presidente do Sindcamto.
Fonte: AF Noticias

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...