Paccar Parts tem crescimento de 95% nas vendas em 2018

Paccar Parts tem crescimento de 95% nas vendas em 2018

Paccar Parts tem crescimento de 95% nas vendas em 2018

A Paccar Parts, líder global em distribuição de peças e atendimento qualificado aos clientes, obteve, em 2018, crescimento de 95% nas vendas quando comparado a 2017, somando as linhas genuínas Paccar, genuínas DAF e multimarcas TRP. Considerando somente a linha TRP, que oferece peças para caminhões, carretas e ônibus de outras marcas, a alta no período foi ainda maior, de 180%.

“Estamos muito satisfeitos com o trabalho desenvolvido pela Rede de Concessionárias DAF, que se empenhou muito ao longo de 2018 e fez investimentos no sentido de incrementar a venda de peças”, ressalta Carlos Tavares, Diretor da Paccar Parts Brasil. Os investimentos incluíram a ampliação do quadro de vendedores, tanto internos nas concessionárias quanto externos, promoções exclusivas para clientes e a criação de novos showrooms maiores e mais atraentes para a exposição das peças.


Com diversos lançamentos de produtos ao longo do ano passado, a Paccar Parts encerrou 2018 com um portfólio composto por 56 linhas e mais de 2,4 mil itens, disponíveis na rede de concessionárias DAF Caminhões e nos postos de Serviço Autorizado em todo o país. “Para a Paccar Parts, o resultado de 2018 consolida nosso investimento constante no Brasil. O saldo positivo se deve à nossa ampla gama de produtos e serviços de alta qualidade e com preços competitivos, que atendem não só os caminhões da DAF, mas também toda a frota de nossos clientes com a linha multimarcas TRP”, afirma Tavares.

A linha TRP se destaca pelo alto padrão de qualidade, com peças que passam por rigorosos testes, garantindo durabilidade superior. O catálogo inclui, por exemplo, uma linha completa de filtros para diferentes marcas de caminhões, além de climatizadores, embreagens, turbocompressores, lubrificantes, para-lamas e luzes para o sistema de iluminação, entre outros. Todos os componentes têm garantia de um ano, sem limite de quilometragem.
Fonte: A rede

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...