VW 9.170 e 11.180: novatos e líderes

VW 9.170 e 11.180: novatos e líderes

VW 9.170 e 11.180: novatos e líderes

Integrantes da nova família de caminhões Delivery, da Volkswagen Caminhões e Ônibus, os modelos 9.170 e 11.180 foram os primeiros a desembarcar na rede de concessionárias da marca, no início de novembro de 2017, logo após apresentação oficial da linha, na Fenatran. Como é natural a produtos inéditos, seria lógica que a ascensão de suas vendas ocorresse de maneira paulatina, de acordo com a aceitação e mais conhecimento do público comprador.
 Nos casos do 9.170 e 11.180, no entanto, bastou o desempenho de um ano cheio de vendas para que os caminhões já se revelassem como bons vendedores e encerrasse o ano passado na liderança em suas respectivas categorias: leves e médios.
De acordo com os números consolidados pela Fenabrave, a federação que representa a distribuição de veículos no País, o mercado absorveu 2.030 unidades do Delivery 9.170, volume que representou 17,6% das vendas totais de caminhões leves, de 11.537 licenciamentos de janeiro a dezembro de 2018. A liderança do modelo da VWCO só não é isolada, porque o Mercedes-Benz Accelo 1016, com 2.007 emplacamentos, participou com 17,4% dos negócios na categoria, o que poderia definir como um empate técnico.


Vantagem bem mais generosa obteve o 11.180 dentre os médios. O veículo encerrou o ano passado com 2.581 unidades emplacadas, ou 39,6% de participação em segmento que negociou 6.515 caminhões. A vice-liderança, bem distante do desempenho do Delivery, ficou com o Ford Cargo 1119, com 1.257 emplacamentos, fatia pouco acima dos 19% das vendas.

Os novos Delivery são o resultado de cinco de desenvolvimento e aporte de R$ 1 bilhão, o maior investimento já feito pela VWCO em produtos nos últimos 10 anos. Pelo que mostram os números de vendas, os esforços parecem ter sido recompensadores, além ofertar ao mercado caminhões mais avançados em comparação à geração anterior. Não há um parafuso em comum entre a nova linha e a gama antecessora. Materiais e componentes inéditos permitiram redução de peso – no caso do 9.170, 10% mais leve em relação ao 9.160. -, o que permitiu proporcionar mais capacidade de carga e menor consumo.

Ambos os líderes de seus segmentos, são indicados para atuar no ambiente urbano, como também curtas rotas rodoviárias. Os dois são equipados com motor Cummins de 3.8 litros e tecnologias de pós-tratamento de gases SCR.  No 9.170, o motor desenvolve 165 cv e torque de 61,2 kgfm, no 11.180, gera 175 cv e a mesma força de torque. A transmissão é manual de 6 marchas, fornecida para Eaton. Na ocasião da apresentação da família, a VWCO adiantou que os modelos terão, em breve, opção de caixa automatizada.
Fonte: Estradão

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...