Pneu de caminhão: 8 dicas de manutenção que você precisa conhecer

Pneu de caminhão: 8 dicas de manutenção que você precisa conhecer


Pneu de caminhão: 8 dicas de manutenção que você precisa conhecer

Você sabe como conservar o pneu de caminhão? Esse item costuma ter um desgaste acentuado durante as viagens e, por isso, é essencial que alguns cuidados e estratégias sejam adotados para assegurar uma boa manutenção.

Apesar de ser responsável por um dos maiores gastos com a frota, muitos empreendedores do ramo de transportes não dão a devida atenção a esse componente, mas, acredite, isso pode fazer uma grande diferença nas finanças da empresa e no próprio desempenho do caminhão.

Pensando nisso, reunimos 8 dicas valiosas para aumentar a vida útil dos seus pneus e executar viagens com mais segurança e qualidade. Quer aprender? Continue com a leitura!

1. Fique atento às normas legais
Você sabia que existe uma norma do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que trata do pneu de caminhão? A Resolução 558/80 informa que os sulcos do pneu não podem ser inferiores a 1,6 mm de profundidade.

Esse é um dado relevante, pois, além de evitar que sua empresa seja multada, assegura a segurança da carga, do caminhoneiro e de todos que cruzam com ele nas estradas.

Lembrando que não é preciso medir com uma régua esses sulcos. A maioria dos pneus apresenta o indicador TWI (Tread Wear Indicator), que informa o momento de realizar a troca.

2. Aposte na direção defensiva
A direção defensiva é uma prática que traz inúmeros benefícios ao veículo e ao condutor e, claro, contribui para uma maior conservação dos pneus.

Quando o motorista evita freadas e aceleradas bruscas, curvas em alta velocidade e respeita a sinalização na estrada, o pneu é poupado de diversas situações que prejudicam sua qualidade e durabilidade.
3. Faça rodízio de pneus
O rodízio de pneus é uma prática muito comum em transportadoras e que contribui significativamente para a manutenção e preservação desses itens.

A medida consiste em trocar os pneus de posição, alternando a intensidade de uso e peso sobre eles. Isso equilibra o desgaste e permite que se alcance um padrão de vida útil, visto que a utilização será mais homogênea.

Mas tenha atenção! O rodízio precisa ser realizado da maneira correta e por um profissional capacitado. Em geral, os pneus só podem ser distribuídos do mesmo lado, ou seja, não pode haver rodízios entre o lado direito e esquerdo.

4. Faça a calibragem do pneu de caminhão
Viajar com os pneus sempre calibrados é mais uma boa prática que ajuda a conservar seus pneus por mais tempo. O aconselhável é que esse procedimento seja realizado com frequência, principalmente antes e durante as viagens.

Para motoristas experientes, esse é um hábito comum. No entanto, é importante que você aborde o tema com todos os colaboradores, ressaltando que poucos minutos podem contribuir para economia de combustível, estabilidade no volante e preservação do pneu.

Ressalta-se que a calibragem deve obedecer às orientações do fabricante e, por isso, é importante consultar o manual e não extrapolar a pressão indicada. Além disso, você deve realizar o procedimento sempre com os pneus frios e encher o estepe com algumas libras a mais, compensando o esvaziamento natural.

5. Mantenha os pneus limpos
Você já parou para pensar sobre a importância de manter os pneus limpos? Na maioria das vezes, esse tipo de cuidado somente se aplica à cabine do caminhão, porém, é interessante ressaltar que os pneus também precisam ser higienizados.

Portanto, sempre que possível, retire com cuidado os diferentes tipos de resíduos:

óleo ou graxa;
pedaços de borracha;
galhos, poeiras e lama;
objetos pontiagudos que podem ficar presos nos pneus.
6. Só faça manutenções em oficinas confiáveis
Sabe aquele ditado de que “o barato sai caro”? Pois bem, quando o assunto é cuidar dos pneus, é preciso ter muita atenção na escolha dos profissionais, oficinas, borracharias etc.

Evite levar o caminhão a locais desconhecidos e adquirir pneus que não sejam originais e específicos para o modelo do seu veículo. Toda e qualquer manutenção deve ser realizada por profissionais capacitados.

Infelizmente, a falta de habilidade para solucionar pequenos problemas pode implicar perda de durabilidade e eficiência do pneu de caminhão, aumentando seus custos, principalmente quando a substituição for a única saída.

7. Faça o alinhamento da direção sempre que necessário
O procedimento de alinhamento de direção contribui para a redução do desgaste dos pneus e, claro, deixa o veículo mais estável.

Trata-se de um cuidado essencial para a segurança nas viagens. Como os veículos de carga realizam viagens constantes e com cargas variadas, é comum que precisem passar pelo processo de alinhamento e balanceamento com mais frequência.

O ideal é que você tenha planejamento eficiente e registre quando essa manutenção for realizada e quando o processo deverá ser repetido. Para isso, é interessante contar com o auxílio de um software de gestão — a automatização simplifica essa tarefa.

8. Adote uma postura preventiva
Prevenir é sempre a melhor opção na gestão de frotas. Para reduzir gastos e manter sua transportadora operante, é necessário se antecipar a qualquer problema e evitar que os veículos fiquem parados por muito tempo para manutenções.

No caso específico dos pneus, é muito importante que você observe as condições deles com frequência. Não espere até que o item esteja totalmente deteriorado para agir, pois isso trará muitos prejuízos ao seu negócio.

Assim sendo, a nossa última dica é adotar uma postura preventiva. Faça um cronograma de inspeção, conscientize os motoristas sobre a importância de vistorias nos pneus antes e depois das viagens e adote medidas que minimizem os impactos e desgastes naturais de uma viagem.
Fonte: BSFOT

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...