Nova tabela deixa valor mínimo do frete, em média, 1,54% mais caro

Nova tabela deixa valor mínimo do frete, em média, 1,54% mais caro

Nova tabela deixa valor mínimo do frete, em média, 1,54% mais caro

O governo federal publicou nesta 6ª feira (18.jan.2019) a tabela com novos valores de frete. Segundo a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), o impacto médio no preço mínimo dos fretes foi de 1,54%. Com a publicação no Diário Oficial, os novos valores estão vigentes.
O reajuste incorpora a variação de 0,15% preço do diesel em dezembro, e a inflação acumulada de junho a dezembro dos itens relacionados ao serviço de transporte, de 2,39%.

A ANTT ressalta que o reajuste não é linear e considera diferenças entre os valores para transportar determinados tipo de carga e a distância percorrida.

Instituída em maio pelo então presidente Michel Temer, a tabela foi uma tentativa de negociação entre o governo, transportadoras e caminhoneiros para pôr fim à greve da categoria, que durou 11 dias, em maio. Pelo texto, cabe à ANTT definir os preços.

De acordo com a lei 13.703/2018, que instituiu o piso mínimo, a publicação da nova tabela tem que ser feita até os dias 20 de janeiro e 20 de julho de cada ano, ficando os valores válidos para o semestre.

Os valores também devem ser reajustados quando houver oscilação superior a 10% no preço do óleo diesel no mercado nacional.
Fonte: Poder 360

Nenhum comentário

Deixe seu comentário...