Mais de 80% dos caminhoneiros que trafegam pela via Dutra estão acima do peso

Mais de 80% dos caminhoneiros que trafegam pela via Dutra estão acima do peso

Mais de 80% dos caminhoneiros que trafegam pela via Dutra estão acima do peso

O Brasil tem quase dois milhões de motoristas de caminhão circulando pelas estradas todos os dias, segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Grande parte desse público dirige por horas, dias ou até mesmo semanas sem ter tempo de manter hábitos saudáveis com horários flexíveis de alimentação. E esse descuido traz sérios riscos à saúde como mostra levantamento da CCR NovaDutra feito com motoristas de caminhão que trafegam pelos 402km da via Dutra e participaram do programa Estrada para a Saúde e Estrada para a Saúde Empresas.

Entre os meses de janeiro e novembro do ano passado – período de realização das ações de saúde – os dois programas realizaram 2.337 atendimentos gratuitos de índice de massa corporal (IMC). Desse total, 1.963 (84%) apresentaram alteração no índice de massa corporal (IMC).


“As longas horas de jornada, alimentação desregrada, falta de atividade física, poucas horas de sono e estresse podem trazer sérios problemas de saúde. Entre eles estão os cardiovasculares (pressão alta, infarto e acidentes vasculares cerebrais (AVC)), diabetes e colesterol alto. Sem falar nos problemas osteoarticulares como dores nas costas, nas articulações do joelho, tornozelo e pés”,explica o coordenador de Agente de Atendimento Pré-hospitalar (APH), Gustavo Rachid Guedes.

Em 25 ações entre os meses de janeiro e novembro, o programa foi realizado em postos de serviços às margens da via Dutra, em Roseira (SP) e Resende (RJ), e também em seis empresas ao longo da rodovia. Todos os serviços oferecidos aos caminhoneiros são gratuitos e contam com a parceria de escolas de enfermagem e cursos profissionalizantes, que levam exames gratuitos, como aferição de pressão arterial, testes de colesterol, glicemia e visão, avaliação de stress, sessões de massagem relaxante e cortes de cabelo. A atividade tem como objetivo proporcionar aos motoristas a prevenção e cuidados com a saúde.

Criado em 2001 pelo Grupo CCR, o Programa Estrada para a Saúde oferece gratuitamente aos caminhoneiros o trabalho de uma equipe de médicos, enfermeiros, profissionais e estudantes da área de Saúde para a realização de exames clínicos. Além disso, disponibiliza informações para melhorar o dia a dia ao volante e orientação sobre cuidados com a saúde. Nesse período o programa beneficiou 47.311 motoristas de caminhão. Ao identificar os principais problemas de saúde que acometem os caminhoneiros, o programa também permite que a CCR contribua, gradativamente, para a reeducação e mudança dos hábitos desses profissionais.

Sobre o Instituto CCR: O Instituto CCR, uma entidade privada sem fins lucrativos, nasceu em 2014 com o objetivo de estruturar a gestão de projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos apoiados há mais de dez anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos, com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Saúde e Qualidade de Vida; Educação e Cidadania; Cultura e Esporte; Meio Ambiente e Segurança Viária. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado mais de 500 projetos para 130 cidades que, desde 2003, já beneficiaram cerca de 8 milhões de pessoas com investimentos de R$ 261 milhões em projetos estruturados.

Sobre a CCR NovaDutra: A CCR NovaDutra é responsável pela administração da Rodovia Presidente Dutra, via com 402 quilômetros de extensão e que liga as duas regiões metropolitanas mais importantes do País: Rio de Janeiro e São Paulo. A rodovia abrange uma região altamente desenvolvida, que responde por cerca de 50% do PIB brasileiro. A Concessionária tem 22 anos de existência e foi a segunda a integrar o Grupo CCR.
Fonte: Surgiu