Um senhor caminhão

Um senhor caminhão

Edição comemorativa “FH 25 anos” celebra os 25 anos de Brasil do Volvo FH

O Volvo FH é um dos mais bem-sucedidos modelos da indústria mundial de caminhões. Com 1 milhão de unidades comercializadas em todo o mundo, o cavalo-mecânico pesado já teve mais de 90 mil emplacamentos no Brasil e 130 mil na América Latina. Quando chegou ao mercado brasileiro, em 1993, ainda importado da Suécia, a primeira coisa a chamar a atenção era a cabine, que tinha um design moderno e trazia conforto incomparável para a época. Outro destaque eram os freios ABS, pela primeira vez oferecidos em caminhões no Brasil. Mas o motor com injeção eletrônica era considerado um enigma pelos mecânicos, que questionavam se um computador poderia substituir a tradicional bomba injetora mecânica. Duas décadas e meia depois, a eletrônica e a informática dominam não apenas os caminhões, mas também todos os aspectos do transporte rodoviário de cargas. E para comemorar o “quarto de século” do FH nas estradas nacionais, a marca sueca apresenta no Brasil a série comemorativa “FH 25 anos”. “O Brasil foi um dos primeiros mercados fora da Europa a comercializar o FH. O caminhão é produzido no Brasil há 20 anos e revolucionou nosso mercado de transportes, trazendo para cá tecnologias que até hoje surpreendem”, comemora Bernardo Fedalto, diretor comercial de caminhões da Volvo no país.

Com design exclusivo e diversos itens de conforto e segurança, a edição comemorativa “FH 25 anos” reedita o conceito da série sueca “Volvo FH 25 Year Special Edition”, lançada em junho e que será disponibilizada no mercado europeu até 2019. “No Brasil, será uma série bem limitada, com poucas unidades. Nossa intenção é prestar uma homenagem aos clientes que fizeram do FH um diferencial em suas frotas, sempre buscando o que há de melhor em tecnologia, segurança e imagem”, explica Alcides Cavalcanti, gerente-comercial de caminhões da Volvo.

Na parte mecânica, a série “FH 25 anos” está disponível nas versões 6x2, com motor de 460 cavalos / 234,5 kgfm, e 6x4, com motor 540 cavalos / 265 kgfm. A edição comemorativa adota a cor vermelho perolizado, em uma referência às primeiras unidades do modelo que chegaram ao país no fim de 1993, importadas da Suécia. Defletores laterais, de teto e saias laterais reforçam a aerodinâmica e economia de combustível. Ainda na parte externa, destaques decorativos em prata, cinza e laranja caracterizam a série especial, identificada também por faixas que formam o número “25”. Esses elementos combinam ainda efeitos 3D com sombras, em uma referência ao design característico do início dos anos 90.

Por dentro, detalhes na cor laranja estão presentes nos cintos de segurança, cortinas, tapetes e decalques refletivos nas portas. Os bancos combinam tecido e couro. Completam o pacote interno o volante com acabamento em couro, multimídia com tela touch 7”, câmera de ré, escotilha superior com acionamento elétrico e geladeira. Para reforçar a tradição de valorização da segurança que sempre marcou a linha FH – que, além dos freios ABS, foi pioneira na indústria nacional de caminhões ao introduzir airbag em seus modelos –, os veículos da série comemorativa trazem itens como controle eletrônico de estabilidade, sensor de mudança de faixa, sensor de ponto cego, piloto automático inteligente (anticolisão), sensor de chuva e freios eletrônicos a disco. Introduzida no mercado brasileiro em 2003 pelo próprio FH, a transmissão eletrônica I-Shift, que dispensa o pedal de embreagem e faz as trocas de marcha sozinha, é de série no “FH 25 anos” – agora, o dispositivo já está na sexta geração e a grande maioria dos caminhões pesados vendidos no Brasil já adota câmbios automatizados. “Todas as gerações do FH chegaram ao país imediatamente após o lançamento mundial na Europa. Foi assim nos primeiros 25 anos e continuará sendo. Afinal, o transportador brasileiro exige e merece tecnologia de ponta. A história de sucesso do FH está apenas no começo”, avisa Fedalto.
Fonte: ABC do ABC