DAF recebe alunos na fábrica de Ponta Grossa

DAF recebe alunos na fábrica de Ponta Grossa

Durante a Semana da Diversidade, os estudantes visitaram a linha de montagem e assistiram a palestras sobre profissões

Sempre empenhada em promover a integração da empresa com a sociedade, a DAF Caminhões Brasil realizou em outubro uma ação educativa na fábrica de Ponta Grossa (PR), com alunos de 13 a 16 anos, do Colégio Marista Pio XII e do Centro Educacional Marista Santa Mônica. A ação faz parte da Semana da Diversidade, projeto que visa criar um ambiente mais inclusivo dentro da companhia, onde as diferenças sejam respeitadas e as contribuições em diferentes perspectivas sejam valorizadas.

Os estudantes assistiram a palestras sobre profissões com colaboradores da DAF de diversas áreas, como Jurídico, Financeiro, Tecnologia da Informação e Engenharia. Em seguida, eles visitaram a linha de montagem, onde são produzidos os modelos XF105 e CF85, além dos motores PACCAR-MX.

“O objetivo desta ação é despertar o interesse dos alunos em várias profissões, principalmente nas ciências exatas, e mostrar como é o dia-a-dia, na prática, dentro de uma empresa. Queremos promover o conhecimento e reforçar o pilar da diversidade entre os alunos estimulando mais meninas a pensarem em carreiras normalmente seguidas pelos meninos”, afirma Ricardo Coelho, Diretor de Desenvolvimento de Produto e Líder do Comitê Diversidade da DAF Caminhões Brasil.

“Os estudantes puderam aprender sobre as profissões e suas aplicações dentro de uma fábrica, além de entender a importância da equidade de gêneros, por exemplo. Estamos colaborando para que nossos funcionários de hoje e amanhã sejam mais conscientes da importância da diversidade nas empresas”, completa.

“Nosso convite ao Colégio Marista Pio XII e ao Centro Educacional Marista Santa Mônica teve como objetivo mostrar que a DAF está de portas abertas para atrair e desenvolver futuros profissionais da cidade de Ponta Grossa”, afirma Jeanette Jacinto, Diretora de Recursos Humanos da DAF Caminhões.
Fonte: A Rede