A Nova Geração chega com a promessa de economizar 12% de diesel

Nova Geração Scania: 12% de economia total de diesel

SCANIA NOVA GERACAO


·      A mais eficiente cabine já desenvolvida pela marca sueca combina ergonomia, design e conforto de forma perfeita
·      Nunca um caminhão trouxe tantas possibilidades para o conforto do condutor
·      Sistema modular da Scania é a base para soluções exclusivas para o cliente
·      Nova posição do motorista aumenta a flexibilidade e segurança
·      Mesmo nível de qualidade, componentes e conforto de automóveis
·      Cabine dividida em zonas, com diferentes funcionalidades e iluminações
·      Modelo S: pela primeira vez um piso plano para maior conforto
·      O primeiro caminhão do mundo com airbags laterais de cortina

Depois de quase 10 anos de história na América Latina, as cabines Scania P, G e R estão encerrando sua existência no mercado. Para substituir uma gama de sucesso absoluto, a Scania criou a ‘Máquina dos Sonhos”, o mais eficiente caminhão já desenvolvido. A Nova Geração chega com a promessa de economizar 12% de diesel em comparação com a linha atual.

“O lançamento da nova cabine, seja na Europa ou na América Latina, é muito mais do que uma mudança na geração de modelos,” afirma Celso Mendonça, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil. “Estamos acelerando o nosso trabalho para estabelecer a Scania como a líder indiscutível, quando se trata de fornecer soluções de transportes sustentáveis para o presente e futuro na região. Tendo a digitalização como alavanca, queremos elevar a rentabilidade dos clientes a um nível bem superior e contribuir para um sistema independente dos combustíveis fósseis.”

As novas cabines foram desenvolvidas com a mais alta tecnologia disponível no mercado e sob a perspectiva do motorista. A marca sueca decidiu manter a nomenclatura P, G e R, mas nenhuma peça da cabine da atual gama foi reaproveitada. É uma característica da Scania privilegiar o motorista na criação do seu produto, algo que faz toda a diferença no dia a dia do trabalho no setor de transportes. O posicionamento do condutor foi realocado para que ele tenha uma melhor visibilidade externa e o painel foi rebaixado. Com isso, a ergonomia está ainda mais adequada e há aumento da segurança na condução.

Da linha atual, a Scania passará de 7 opções para 19 tipos de combinações variantes das novas cabines P, G, R, além da estreante S. Junta-se à novas cabines o pacote XT, formado por componentes específicos para pisos irregulares e também indicados para operações fora-de-estrada. As alternativas de teto serão baixo, normal e alto (Highline). A cabine S é uma das principais novidades para a América Latina, pois traz o piso plano como maior vantagem, e que melhora o deslocamento interno do motorista, propiciando mais conforto.

Propulsores Scania: ainda mais confiáveis, econômicos e resistentes
Na Nova Geração, os motores foram desenvolvidos com tecnologia de alta pressão de injeção de diesel e com múltiplos pontos para diminuir o consumo e as emissões; e receberam novos sistemas de gerenciamento inteligentes.

“Essas atualizações tornam a Nova Geração as maiores máquinas de economia de combustível da história da Scania. Subimos mais degraus na busca da perfeição motriz, do estado da arte”, conta Mendonça. “A redução de consumo pode chegar a até 12%. Algo verdadeiramente incrível. O sistema de alta pressão (8%), associado com as novas instalações no cofre do motor, a nova aerodinâmica externa da cabine (2%) e as inovações do Scania Opticruise (2%) ajudarão o cliente a atingir o índice.”

Outra grande novidade é que a Scania está introduzindo o lay shaft brake, um sistema de freio de eixos como padrão nas caixas Opticruise. Trata-se de uma solução simples que faz uma grande diferença quando relacionada a condução e desempenho. Graças ao freio do eixo, a caixa de câmbio GRS905, realiza a troca em 0,4 segundos, o que significa que o tempo de mudança de marcha foi reduzido pela metade. Utilizar o lay shaft brake não só reduz o tempo de mudança de marcha, mas também contribui para que a pressão do turbo seja mantida. Portanto, o veículo irá aumentar a velocidade para a próxima marcha com maior torque, mantendo a suavidade das trocas. Este recurso irá melhorar a dirigibilidade em condições difíceis e levar ao aumento de desempenho em todos os tipos de condução rodoviária, incluindo a partida.

Com a evolução do motor, a Nova Geração passa a ser mais silenciosa do que a versão atual. Esse resultado é possível devido à combustão mais eficiente, capaz de aumentar a potência e o torque, sem exceder as emissões e o gasto de diesel.
A nova linha traz, ainda, como novidade a matéria-prima utilizada em sua construção. Os motores passam a ser produzidos em CGI, um composto compactado de ferro e grafite que duplica a resistência a fadiga. Dessa forma, ele está ainda mais preparado para suportar o aumento na pressão de combustão dentro do cilindro. Apesar de mais robusto e resistente, o novo motor continua leve. Também foram aperfeiçoados componentes como o tanque de ARLA 32 (Agente Redutor Líquido Automotivo), o sistema de SCR (Redução Catalítica Seletiva), os cabeçotes, as tampas de válvulas, o sistema de filtragem de combustível e as bombas de baixa e alta pressão.
Novas potências para auxiliar o cliente na busca pela rentabilidade
A gama de propulsores terá novidades: 220, 280, 320, 410 e 500 cavalos. Além disso, o Brasil fará a estreia mundial do novo motor de 540 cavalos. Outra novidade está na chegada do motor de 7 litros para o segmento semipesado, ou seja, a Scania passará a brigar também pela faixa de entrada desta importante categoria do mercado.

A Nova Geração terá quatro tipos de motores: 7 litros (220, 250 e 280 cavalos de potência – torque de 1.000 a 1.200Nm), 9 litros (280, 320, 360cv – torque de 1400 a 1.700Nm), 13 litros (410, 450, 500 e 540cv – com variação de torque de 2.150 a 2.700Nm) e 16 litros (V8 de 620cv e 3.000Nm de torque).

Com a economia de até 12%, o lançamento Scania será a solução mais competitiva na relação custo por km rodado, quando comparado preço de aquisição versus o que o conjunto entrega em termos de aumento de rentabilidade e disponibilidade.

Opções de combustíveis alternativos
A jornada da Scania para um sistema de transporte com menos emissões de poluentes não mede esforços na evolução do mercado. No campo da sustentabilidade, o lançamento chega com três novos motores, movidos a GNV/Biometano (280, 340 e 410 cavalos).

“A Scania analisa profundamente a sustentabilidade. Oferecemos o “aqui e agora”, ou seja, as alternativas que são viáveis para cada realidade de mercado. Não adianta trazer uma opção ecologicamente boa e inviável financeiramente”, explica.

Nova cabine: O motorista em foco
Naturalmente, os interiores das novas cabines foram criados para oferecer ao motorista uma direção otimizada e espaço privilegiado para descanso. Opções de ajuste do assento estão ainda mais generosas – todos com alturas entre um metro e meio e dois metros vão encontrar uma posição de condução confortável. Além disso, a visibilidade frontal e lateral melhoraram graças à posição inicial do motorista que está mais perto do para-brisas e um pouco para a esquerda. Um grande esforço foi dado no projeto dos pilares A, a fim de otimizar o ‘ponto cego’ do caminhão. Todo o painel foi rebaixado ligeiramente, o que faz uma grande diferença para a visibilidade frontal.

Uma atenção foi dada para garantir que haja mais espaço para os joelhos, pernas e pés dos profissionais altos, mesmo quando estiverem vestindo roupas grossas e grandes botas (operações fora de estrada). O painel redesenhado torna mais fácil a movimentação para os lados, dentro da cabine, quando o veículo está estacionado.

O interior das novas cabinas da Scania é caracterizado pelo sempre presente acabamento premium, e flexibilidade praticamente ilimitada. Não importa se o motorista sente a necessidade de dois refrigeradores, mais espaço de armazenamento, ou de uma ou duas camas com o máximo conforto, a Scania tem a solução.

O design interior foi desenvolvido pela equipe de Kristofer Hansen, chefe de Design da Nova Geração na Scania Suécia. "Quando você entra, percebe imediatamente que está em uma cabine Scania. O design do painel é caracterizado por acessibilidade e funcionalidade, combinada com linhas modernas que ajudam o olho, e até mesmo a mão, a encontrar o local correto para se sentir seguro com o veículo”, conta Mendonça.

Uso perfeito e eficaz do espaço
Funções importantes podem ser especificadas com a nova eletrônica embarcada como o sistema ADAS, por exemplo. Outras exigências mais básicas são encontradas por meio de um design ergonômico perfeitamente adaptado, desde bebidas geladas (na nova geladeira) até o telefone (no formato fone de ouvido e microfone ajustável próximo da boca) devem estar sempre à mão em espaços de armazenamento facilmente acessíveis. O porta-objetos lateral externo nas cabinas R e S têm uma abertura de 410 x 570 mm; e podem ser acessados também de dentro da cabine.

A capacidade de armazenamento interno foi projetada para alcançar o máximo em disponibilidade e flexibilidade, tais como em prateleiras, ganchos e redes. As possibilidades foram ampliadas com uma gama de itens de conforto que podem ser adicionados dependendo do tipo de cabine e de cama. As opções de cama são numerosas. A inferior, bem como uma possível superior, podem ser especificadas em grande variedade de modelos e medidas, com base em exigências de conforto.
Na cabina S, é possível comportar duas camas de 80 cm (das quais a menor pode ser estendida para 100 cm) com colchões de densidade maior, por exemplo, para veículos de longa distância que utilizem dois motoristas se revesando. Os dois motoristas vão dormir com o mesmo o conforto. As espaçosas cabinas S estão equipadas com isolamento acústico extra e em cada detalhe existem soluções cuidadosamente projetadas para uma boa noite de sono. Além disso, com o piso plano, é muito mais fácil de se movimentar dentro da cabina S.

Liberdade completa
Até mesmo o painel de instrumentos é modular nas novas cabines, tornando mais fácil a personalização de acordo com a necessidade do cliente, como o design ergonômico, botões, controles e armazenamento em vários estágios de desempenho. Vale notar que os materiais são produzidos com o nível de acabamento de carros de passeio. Trata-se de um padrão elevado a um nível totalmente novo para a indústria de caminhões. Mas, ao mesmo tempo, tudo se mantem robusto e confiável.

O painel é modular e adaptado para atender gostos pessoais ou exigências. Independentemente da versão de cabine, ele é caracterizado por uma sensação de qualidade e acabamento também vista em automóveis. O motorista pode escolher uma solução baseada em suas necessidades. E, mudar e individualizar o visual ainda mais do que antes. Ao mesmo tempo, o interior é resistente a riscos. Os novos controles localizados nas portas, se destinam a suportar tanto a água quanto o pó, no longo prazo. A porta perto do volante passa a contar com um número inédito de funções.

Como opcional, há um assento de passageiro que pode girar e reclinar para melhor ergonomia na cabine. Há uma série de opções de iluminação de interiores que permite diminiur as luzes e criar atmosferas variadas. As cortinas blackout foram ainda mais reforçadas, com material atualizado e manuseio simples. Os pára-sois interiores podem ser abaixados separadamente e são fáceis de ajustar graças a um mecanismo prático.

Clima interno confortável
A Scania também desenvolveu sistemas de climatização completamente novos. Eles garantem que seja sempre o motorista, e não as condições externas, que defina os padrões mais altos de conforto, tanto durante a condução como parado, e de temperatura independentemente de o caminhão ter um ar condicionado manual ou automático. Estreiam uma série de sensores para fatores como luz solar, umidade e qualidade do ar. Graças ao melhor isolamento da cabina, os novos sistemas dos veículos usam menos energia, o que reduz o consumo de combustível.

A melhor qualidade de som
Quando se trata de entretenimento, há várias opções para se escolher. São dois sistemas bem integrados com telas de 5 ou 7 polegadas. Comandos no volante integrados são padrão, assim como a ativação de voz pelo microfone escondido no teto. Ambas as unidades têm entradas para AUX e USB, além de capacidade de manter duas unidades externas, por exemplo, o celular pessoal do motorista, simultaneamente conectados via Bluetooth. Há opções de alto-falantes e subwoofer.

Será possível especificar a cama da cabine para que sejam preparadas para a instalação de televisão, por exemplo, diretamente da fábrica. Sistemas modernos de informação e entretenimento são uma parte importante da jornada de trabalho do motorista. Além de recursos como música e navegação, o caminhão pode ser ligado ao sistema de gestão de frota da empresa de transportes.

Quatro áreas foco
A Nova Geração foi desenvolvida com uma série de características globais: ambiente de condução, economia de combustível, melhor utilização do espaço interior, segurança e máxima confiabilidade. Esses requisitos também impulsionaram a criação da lateral da cabine e são refletidos nos detalhes e em todo o design geral.

Um aço de maior resistência passa a compor a estrutura para elevar a robustez do “escritório sobre rodas” do motorista. Os vários elementos da armação foram moldados por compressão ou rolamento antes de serem acoplados a partir de diversas técnicas de soldagem, solda a laser ou processos adesivos hi-tech, criando uma estrutura que suporta cargas na cobertura externa super resistente.

A Nova Geração de cabines foi projetada, desenvolvida e produzida pelos próprios designers da Scania. A aparência as torna imediatamente reconhecíveis como genuinamente Scania. O visual é ainda mais imponente, e marca uma presença de autoridade na estrada como nunca antes se viu num caminhão premium. A estrutura básica das cabines foi desenvolvida em estreita cooperação com a Porsche Engineering, empresa que pertence ao mesmo grupo da Scania.

Forma e funcionalidade caminham lado a lado
Quanto ao exterior da cabine, a Scania tem dado prioridade aos aspectos relacionados com a aerodinâmica e, consequentemente, ao consumo de combustível. Aerodinâmica no estado da arte foi um dos objetivos da Scania durante o processo de desenvolvimento. Cada superfície, na parte da frente, nas laterais e até debaixo do veículo, foi otimizada para uma resistência mínima do ar. Componentes como espelhos retrovisores e todas as luzes foram concebidos nesse ideal. Mesmo equipamentos como defletores de ar foram cuidadosamente integrados na concepção global, para mais uma vez não desamornizar o conjunto com qualquer cabine e operação.

A Scania trouxe excelentes experiências do Streamline, e o resultado é um caminhão que diminui o consumo de combustível em 2% pela menor resistência do ar, quando se fala apenas do novo desenho da cabine. Houve ainda redução de ruído, dentro e fora do veículo. A nova aerodinâmica foi testada no maior túnel de vento da Europa.

Espaço maximizado na cabine S
Todas as cabines são projetadas com foco no motorista. Independentemente de qual o cliente escolha, eles terão espaço interior ainda mais generoso do que antes. Trata-se de um acréscimo de duas polegadas de comprimento, e também um aumento geral na altura do teto. O novo teto padrão é 10 centímetros maior do que o atual, passando a 2,7 metros de altura. E mesmo os modelos de teto superiores são um pouco mais espaçosos do que antes. A diferença de altura chega a 16 centímetros, que será apreciada particularmente por aqueles que passam mais tempo na cabina.

O maior destaque em termos de altura é a nova cabine S, que tem piso completamente plano (inédito na linha Scania). Será, naturalmente, a escolha para os clientes com as mais altas exigências de conforto e produtividade. O espaço interior é magnífico. Para entrar são quatro degraus, ao contrário dos três tradicionais. A versão S é o topo em termos de conforto, armazenamento interno, máximo espaço, ergonomia e visibilidade. Um verdadeiro objeto de desejo.

Evoluções substanciais de visibilidade
Nas novas cabines, a posição de direção do motorista foi deslocada 65mm mais próximo do pára-brisas e 20mm para o lado, em comparação com a cabine atual. Dentre os principais benefícios estão melhorias em segurança, visibilidade e espaços interiores (particularmente para as camas e regulação dos estágios da suspensão a ar dos assentos).

A melhor visibilidade foi alcançada graças a uma maior área envidraçada frontal e pela realocação numa posição mais baixa do painel de instrumentos. Os retrovisores receberam um novo design completamente focado em aerodinâmica de alta eficiência. Os ocupantes passam a ter uma visão das imediações do caminhão ainda maiores. Os espelhos frontais também ganharam novo design e formato, com o objetivo de oferecer um maior campo de visão e melhor aerodinâmica. O ajuste elétrico está disponível como opcional. Todos os suportes de espelho podem ser pintados.

Foco na experiência de condução
A Scania sempre colocou muita ênfase na experiência do condutor como parte essencial de seu DNA de criação, e a Nova Geração de caminhões não é exceção. O centro de gravidade está mais baixo, o que traz benefícios como maior estabilidade ao fazer curvas e sob forte frenagem, sem afetar o conforto do motorista. A experiência na direção está mais dinâmica e prazerosa como nunca.

A Nova Geração chega com sistema de frenagem mais avançado. Para colocar em prática sua eficiência, a solução foi trazer o eixo dianteiro em 50mm para frente. Aliado ao centro de gravidade mais baixo da cabine, um cavalo mecânico 4x2 com cerca de 40 toneladas de peso total pode parar totalmente, por exemplo, numa velocidade de 80 km/h em uma distância 5% mais curta. É um dado importante para diminuir acidentes. 

Primeiro caminhão com airbags laterais
As novas cabines podem ser equipadas com airbags laterais anticapotamento, que são integrados no teto, uma técnica inédita para caminhões. Com o cinto de segurança, a “cortina” de airbags é uma característica crucial na prevenção de um dos tipos mais comuns de acidentes, com consequências graves envolvendo caminhões: o motorista ser atingido dentro da cabine por partes interiores ou ser preso por baixo dela.

Pacote XT: o novo off-road para tornar a operação ainda mais dedicada
Para o segmento fora de estrada, a Nova Geração de Caminhões oferece as cabines P, G e R. Existem opções de alturas de teto diferentes, eixos e suspensões de molas ou pneumáticas para condições extremas, pedal de embreagem para a caixa automatizada Scania Opticruise (quando necessário), freio de estacionamento elétrico e soluções adaptadas para cada aplicação. A proposta da Scania é levar o cliente do segmento a desafios ainda maiores de carga transportada versus produtividade versus hora trabalhada, e robustez. Novos itens opcionais estão disponíveis.

O Scania XT caracteriza-se por atributos de grande visibilidade, como uma frente extremamente robusta e funcional. Para o mercado fora de estrada, os segmentos-foco da marca continuam a construção-civil, mineração, madeireiro e canavieiro. Com as novas especificações e características do lançamento, a Scania estará de olho em nichos potenciais para explorar. Todas as opções de potências estão disponíveis para a linha XT. As trações 6x4 e 8x4, as campeãs de demandas, estão ainda mais prontas para atender as necessidades dos clientes.

Fonte: Scania