O CAMINHÃO ELÉTRICO PESADO DA MERCEDES-BENZ COMEÇA SEUS TESTES NA ALEMANHA

O CAMINHÃO ELÉTRICO PESADO DA MERCEDES-BENZ COMEÇA SEUS TESTES NA ALEMANHA

Sem recorrer à célula de hidrogênio, como a Hyundai com seu caminhão, nem ao design futurista e à condução autônoma como a Volvo, a Mercedes-Benz recorre à propulsão elétrica para posicionar-se no ponto mais alto do setor do transporte urbano. Seu candidato é o eActros, um exemplar que acaba de iniciar seu programa de testes na Alemanha.

O fabricante alemão começou assim uma etapa de testes do seu caminhão pesado elétrico, que se estenderá durante os próximos dois anos e terá como colaboradores 20 empresas do setor de transporte urbano. Essas empresas se encarregarão de introduzir o eActros dentro de sua frota de caminhões e assim poder comprovar seu funcionamento em situações reais e o rendimento de suas baterias e componentes.

O objetivo para o próximo ano é fornecer dez exemplares desse caminhão, começando pela Hermes. Na verdade, a versão escolhida por essa empresa foi a de 25 toneladas, no lugar de 18, realizando uma rota de 50 quilômetros entre seis e oito vezes ao dia, de modo que será necessária uma carga diária, pois a bateria desse modelo oferece uma autonomia de 200 quilômetros.

Nas palavras do responsável da divisão de caminhões da Mercedes-Benz, Stefan Buchner: “Os testes práticos com os eActros são um marco importante no caminho para a produção em série. Queremos usar todo o aprendizado para tornar realidade caminhões elétricos que sejam economicamente comparáveis aos movidos a diesel para as tarefas de distribuição urbana em 2021”.

Como dissemos, o produto da Mercedes-Benz realizará as mesmas tarefas de um caminhão diesel, de modo que as empresas que irão colaborar com esses testes pertencem a setores de transporte diferentes, como a distribuição de comida, material de construção e matérias primas. Além disso, os condutores, que receberam assessoria por parte de um grupo de especialistas da marca alemã, poderão comunicar qualquer incidência através de um botão específico situado no habitáculo.

Esse caminhão elétrico toma como base o Actros diesel, mas incorpora uma série de componentes novos. Os encarregados da propulsão são dois motores elétricos de 136 kW de potência e um torque de 485 Nm cada um, enquanto que as baterias de íons de lítio têm uma capacidade de 240 kWh. Se a opção for uma tomada de corrente de 150 kW, a recarga se completa em duas horas, se for de 20 kW, em doze.

Por último, cabe lembrar que a Mercedes-Benz já conta em suas fileiras com um caminhão elétrico destinado ao transporte de mercadorias leves, o Fuso eCanter. No final do ano lançará o ônibus eletrificado eCitaro, unindo-se a uma linha de furgões 100% respeitosos com o meio ambiente, como o eVito, cujas entregas estão previstas para este ano, e a versão elétrica do Sprinter, agendada para 2019. 
Fonte: Planet Carz