Mercado de usados volta a crescer

Mercado de usados volta a crescer

Mercado de usados volta a crescer

Depois da greve dos caminhoneiros e da Copa do Mundo arrefecer as transações de caminhões usados, o mercado voltou a apresentar resultados positivos no começo do segundo semestre, conforme aponta balanço consolidado pela Fenabrave, a federação que representa as distribuidoras de veículos no País.
o mês passado, mudaram de dono 32.048 caminhões, altas de 12,26% em relação a junho, quando registrou 28.549 transferências, e de 5,98% sobre julho do ano de 2017, com 30.254 transações.

Ao que consta, o mercado de usados voltou a ser comprador, visto que nos dois últimos meses do primeiro semestre, os resultados obtidos registraram quedas de 4,57%, em junho, e de 5,47%, em maio, nas comparações com os volumes anotados nos mesmos meses do ano anterior.


No acumulado até julho, os 197.889 negócios representaram crescimento de 2,14% sobre as 193.734 transferências apuradas no mesmo intervalo de sete meses de 2017. Segundo cálculo da Fenabrave, para cada caminhão 0 km licenciados, outras 4,8 unidades mudam de mão.

No período dos sete primeiros meses, os caminhões da Mercedes-Benz foram de longe os mais negociados, com participação de 37,7% das transferências, mais 74,6 mil transações do acumulado do ano. Em segundo lugar na preferência dos compradores aparece os veículos da Volkswagen Caminhões e Ônibus, com 21,76% dos negócios, seguida pelos Ford (16,45%), Scania (8,92%), Volvo (7,77%) e Iveco (4,33%). Todas as outras marcas participaram com 3,03% das transações.
Fonte: Estadão