Grupo Volvo amplia atuação no Nordeste com negócio entre concessionários

Grupo Volvo amplia atuação no Nordeste com negócio entre concessionários

Grupo Volvo amplia atuação no Nordeste com negócio entre concessionários


O Grupo Volvo reforça sua atuação na região Nordeste por meio do distribuidor Tracbel, um dos 13 grupos econômicos que mantém a rede de concessionárias da marca no Brasil e que anuncia a compra da rede Apavel, tradicional representante de caminhões e ônibus Volvo na região, com casas nos estados do Ceará, Maranhão e Piauí. Com a aquisição, a Tracbel, que há mais de 30 anos é especializada na venda e pós-venda de máquinas e equipamentos da Volvo CE, passa a representar também a divisão de veículos comerciais pesados no Nordeste. A empresa ingressou no negócio de caminhões e ônibus Volvo em 2016, começando pela região Norte, nos estados do Pará e Amapá.


O anúncio da compra da Apavel foi feito pelo CEO da Tracbel, Luiz Gustavo Rocha de Magalhães Pereira, na quinta-feira, 14, em evento na concessionária Apavel de Fortaleza (CE), considerada a maior da rede Volvo em todo o País em termos de área (são 10 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 40 mil m2). As operações desta e das outras três concessionárias Apavel – Teresina (PI), Imperatriz e São Luiz (MA) - passam a fazer parte do escopo da Tracbel e se somam às 18 unidades de sua nova controladora, uma empresa multimarcas agora presente em todas as regiões do País. Além de caminhões e ônibus Volvo, máquinas da Volvo CE e motores Volvo Penta, a Tracbel também distribui as marcas SDLG (que pertence ao Grupo Volvo), Michelin, Massey Ferguson, SP e Tigercat, para diferentes mercados, como agrícola, florestal, mineração e construção.

“Esse investimento que a Tracbel está fazendo com a aquisição da Apavel faz parte de nossa estratégia de ampliar os negócios e atuação no Brasil em segmentos diversificados. É a realização do sonho de expandir a marca; acreditamos que esse novo passo vai trazer produtividade, sinergia e lucratividade para os clientes”, comemora Luiz Gustavo, que anunciou o negócio ao lado do pai e um dos fundadores da Tracbel, Luiz Gonzaga de Magalhães Pereira. “Esperamos continuar nesse caminho, ainda que cresçamos menos neste momento, com a estratégia de ganhar na redução do custo e no aumento das vendas. Vamos ter sucesso aqui também como tivemos em outros lugares do Brasil”, afirma Luiz Gonzaga.

A Tracbel, que não revela o valor da compra (sigilo empresarial), decidiu manter o nome das concessionárias Apavel, diferente do que fazia em outras aquisições, que acabavam incorporando o nome da rede. Segundo Luiz Gustavo, a decisão se deve ao que a Apavel representa no mercado – são 35 anos de atuação na região. Ele garante que também serão mantidas as estruturas das quatro concessionárias e suas áreas operacionais. Somando as redes Apavel e Tracbel, as 22 filiais cobrem 70% do território nacional. As empresas representam cerca de 10% das vendas de comerciais pesados da Volvo no Brasil.

NOVAS CASAS E FORMATOS

A Tracbel ampliará ainda mais a sua rede com a inauguração de quatro revendas previstas para os próximos doze meses no Norte e Nordeste: um investimento de R$ 30 milhões para a compra de ativos e imóveis para as novas filiais em Itaiatuba (PA), Boa Vista (RR) e Balsas (MA).

“O nosso primeiro ano de atuação com caminhões e ônibus e que começou pela região Norte se mostrou dentro do esperado, apesar do momento difícil e conturbado do mercado no ano em que entramos [2016]. Percebemos que há oportunidades de expansão em regiões e praças que ainda não contam com representação da Volvo. Boa Vista e Itaituba são exemplos disso: em Itaituba, por exemplo, há um grande potencial, já era para ter acontecido, mas a falta de infraestrutura e rodovias causa lentidão no processo. Em Balsas, há grandes expectativas para atender transportadoras do segmento agrícola, com que está emergindo na região”, avalia Luiz Gustavo.

O CEO diz que continuará com a estratégia de investimento também no pós-venda em toda a rede, ponto forte tanto da Tracbel quanto da Apavel. Durante a crise, foi o que sustentou os negócios, uma vez que as vendas de veículos e equipamentos novos estavam enfraquecidas.

O diretor de desenvolvimento de concessionárias do Grupo Volvo para a América Latina, Adriano Merigli, a Tracbel será o primeiro concessionário na região a aplicar o novo formato Volvo Express, que se trata de filiais menores e focadas em serviços rápidos, como troca de óleo, por exemplo. “Vamos testar primeiro na nova unidade de Balsas, no Maranhão, mas a ideia é expandir para outras unidades e regiões”, afirma. O modelo é formado por módulos do tipo contêiner, com quatro boxes, sendo dois para a troca de óleo com vala. “Toda a rede Volvo está focada também no pós-venda: a ideia é trazer de 40% e 45% da frota circulante para as revendas. É uma área importante e foi o que sustentou parte dos negócios durante os dois anos de crise.”
Fonte: Automotive Business