Volvo 25 anos de inovações


Em 1993, a Volvo lançou na Europa um dos mais avançados caminhões até então já visto no mundo. Ao colocar foco no motorista, a cabine da linha FH se apresentou revolucionária em sua época. O modelo, não só proporcionava uma nova concepção para o posto de trabalho do motorista, mas também para descansar. Na época, segundo a fabricante, mais de 1.500 condutores e usuários de caminhão participaram de clínica para que a companhia pudesse desenvolver uma nova cabine, “de baixo para cima para criar uma experiência inédita”.

Claes Nilsson, presidente da Volvo Trucks, enxerga o Volvo FH como uma espinha dorsal da companhia quando se trata de imagem, além de proporcionar eficiência ao transporte. “Vivíamos o fim de uma recessão, mas decidimos dar um grande impulso na época, o que se mostrou como um sucesso. Lançamos o FH na hora certa, com o produto mais atraente no momento no qual a economia e o mercado de transporte começavam a voltar.”



O FH surgiu de uma necessidade da empresa em ter um produto global, em vez de uma oferta específica para cada mercado, como até então ocorria. A linha nasceu a partir de um novo chassi, baseado na flexibilidade para ser capaz de incorporar recursos para atender às diferentes aplicações de transporte.
Segundo Nilsson, a introdução da linha FH foi o maior passo já dado pela empresa, permitindo ainda hoje os avanços tecnológicos apresentados pelos caminhões da gama, como a caixa de câmbio I-Shift, o suspensor de eixo, o FuelWatch (programa que auxilia o motorista na redução do consumo de combustível) e o I-See, recurso capaz de memorizar a rota para, posteriormente, cumprir a viagem de maneira mais eficiente.

Ao longo do tempo, o Volvo FH também foi precursor em itens de segurança com a início da oferta de air bags para caminhões, em 1995, e o chamado FUPS ou Sistema Anti-intrusão Frontal, que impede que veículos menores se projetem embaixo do caminhão em casos de colisão, em 1996, dez anos antes de se tornar uma exigência legal.

No campo das soluções para reduzir as emissões, também a linha FH é protagonista de inovações. A mais recente delas surgiu no ano passado, quando a Volvo lançou versão movida a biogás, o que permite reduzir a emissão de CO2 em 100%.

O Volvo FH já soma perto de 1 milhão de unidades vendidas em todo o mundo desde que foi lançado. No Brasil, a importação começou em 1994, ou seja, apenas um ano depois do lançamento na Europa, e a produção nacional, na fábrica de Curitiba (PR), em 1998. Quando apresentado ao mundo, a Volvo Trucks anunciou que o FH representava o futuro. Um quarto de século depois, a fabricante permanece convencida de que o modelo ainda é o caminhão do futuro.

“Há muitas possibilidades de fantásticas melhorias. Vamos explorar todas elas para garantir que o Volvo FH continue a ser a primeira escolha dos motoristas e continue a gerar lucro aos nossos clientes. Sem revelar muito, é seguro dizer que os próximos anos será ainda mais emocionante do que os 25 primeiros”, resume o presidente da Volvo Trucks.
Fonte: ESTRADÂO