Mercedes-Benz inaugura campo de provas para ônibus e caminhões com 1,3 milhão de metros quadrados


O Diário do Transporte participou, nesta terça-feira, dia 15 de maio de 2018, da inauguração do primeiro campo de provas de caminhões e ônibus no Brasil, feito pela Mercedes-Benz.

Localizado em Iracemápolis, no interior de São Paulo, o campo de provas tomou por base um modelo similar ao da Daimler em Wörth, na Alemanha, um dos mais modernos em todo o mundo.

Com 1,3 milhão de metros quadrados (equivalente a 150 campos de futebol), o Campo de provas demandou R$ 90 milhões e foi concebido dentro do programa InovarAuto. Para a construção do Campo foram movimentados mais de 1,5 milhão de metros cúbicos de terra.

Todos os testes são monitorados por computador, e os dados colhidos são trocados com Engenheiros da Mercedes-Benz na Alemanha.

O presidente da Mercedes do Brasil, e CEO da América Latina, Philipp Schiemer, acredita que com a definição do programa Rota 2030 serão realizados mais investimentos.

O campo de teste é destinado para ônibus e caminhões  e reproduz as condições mais severas de tráfego, com inclinações, aclives e declives acentuados, vias de terra e asfalto defeituoso. Os testes e ensaios realizados terão o mesmo rigor e padrão técnico e métrico seguidos por outras plantas do Grupo, o que levará o campo a alcançar um know-how apto a oferecer serviços em âmbito mundial. Por esse motivo, os veículos aprovados no Brasil estarão aptos a rodar em todo o mundo.
Mais de 260 sensores registraram torque, potência, cabine, suspensão, coxins, eixos, em diferentes situações. São 16 pistas e 14 trechos para verificação de conforto.

Nos testes anteriores, ônibus e caminhões rodavam 50 mil km para serem aprovados. No novo campo de provas, cada quilômetro rodado equivale a 60 quilômetros em pistas comuns. Com isso, a rodagem será sensivelmente diminuída para a obtenção de resultados de validação.

As pistas são de padrão internacional, com conceitos da indústria 4.0, com tecnologia e computadores que garantem um diagnóstico preciso. Os dados são somados aos resultados dos testes do Centro Tecnológico de São Bernardo do Campo.


A pista foi desenvolvida juntamente com técnicos e engenheiros alemães, com 14 perfis de condições de uso.

Com equipamentos de geoposicionamento e câmeras, as informações são geradas em tempo real para a Alemanha. Há interface para o motorista com informações e orientações sobre a rodagem no Campo de Provas.

Outra novidade apresentada hoje pela direção da Mercedes-Benz é quanto ao relacionamento e parceria com encarroçadoras de ônibus, com vistas a homologar novos modelos e testar configurações diferenciadas.

Outro ponto alto do projeto é na acústica, item que serve para homologação de modelos. A Cetesb, por exemplo, pode acompanhar os testes realizados no Campo de Prova. Caso o veículo não atenda aos limites acústicos em até quatro vezes, ele poderá ser aprovado.

Outro ponto alto são os termógrafos, aparelhos que medem a temperatura de motores, ambiente interno e corpo do veículo.

Adamo Bazani conversou com Camilo Adas, Gerente senior para testes e Validação de Caminhões para o mercado brasileiro. Clique para ouvir o áudio na íntegra: