MAN vai acelerar cortes de custos para apoiar estratégia da em caminhões


MUNIQUE, Alemanha (Reuters) - A marca de caminhões da Volkswagen MAN vai acelerar redução de custos em produção, desenvolvimento e administração este ano para apoiar a estratégia do grupo alemão para se tornar uma força importante no mercado global de veículos comerciais.


O maior grupo automotivo da Europa está avaliando uma oferta de ações no próximo ano de sua divisão de caminhões, que tem elevado vendas e lucro desde 2015 por meio de uma maior integração entre as marcas MAN e Scania.

"Queremos alcançar um nível de eficiência mais alto para todo o grupo (MAN)", disse o presidente-executivo da marca, Joachim Drees durante reunião anual com investidores realizada nesta quarta-feira.

Apesar da companhia ter elevado lucro, encomendas e vendas no ano passado graças a uma rodada anterior de reestruturação e cortes de empregos, Drees disse que não está satisfeito.

"Achamos que a performance foi encorajadora, mas a lucratividade não foi tão satisfatória", disse o executivo.

Para 2018, a MAN espera um leve aumento na receita ante o faturamento de 14,3 bilhões de euros alcançado em 2017, vendas também levemente maiores e lucro operacional em grande parte em linha com o resultado de 566 milhões de euros do ano passado, disse Drees.
Fonte: UOL