Iveco avança e aposta em novos produtos


O novo momento do mercado de caminhões no Brasil, com vendas reaquecidas, também contagia e entusiasma a italiana Iveco. E não é para menos. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o volume de emplacamentos de seus veículos pesados – em que atua com os modelos Iveco Stralis e Hi-Way – mais que triplicou no primeiro trimestre de 2018, com alta de 165% em relação ao mesmo período de 2017. Além disso, nesses primeiros três meses do ano, o número de licenciamentos de modelos da Iveco já é 48,9% maior que o do ano passado.

Para o diretor de marketing e vendas da Iveco para a América Latina, Ricardo Barion, a previsão de alta do Produto Interno Bruto (PIB) no país neste ano criou uma chance de melhorar as vendas dos veículos comerciais. “É um número que não se vê há algum tempo no Brasil, e isso deve impulsionar o crescimento do mercado de caminhões. A inflação já apresentou queda muito significativa e tem perspectivas de estabilidade, ficando em torno de 4%, e a taxa básica de juros sofreu cortes que a colocaram no menor patamar desde 1986”, justifica.



Essas e outras medidas devem estimular o consumo interno, gerando novos recursos e um cenário que, ao que parece, será novamente positivo para investimentos. “Além disso, o agronegócio continua sendo um dos principais motores da economia brasileira e teve safra recorde em 2017, o que também pode impactar o segmento de transporte, mantendo altos níveis de produção”, completa Barion.
Ano de novidades. Para crescer ainda mais no Brasil, a Iveco prevê investir cerca de US$ 120 milhões no país até 2019. O valor será aplicado em pesquisa e no desenvolvimento de novos produtos. Entre as novidades da marca para 2018, destaque para o Daily City 30S13, nas versões chassi cabine e furgão, que será lançado em maio. O veículo atende ao segmento de carga fracionada e tem Peso Bruto Total (PBT) de 3,5 t, com livre circulação em cidades por estar na categoria comercial leve, que permite a utilização de CNH categoria B.

Fabricado no Complexo Industrial da Iveco em Sete Lagoas (MG), o Daily City 30S13 tem altura reduzida que proporciona maior conforto para o acesso do motorista à cabine. O modelo é equipado com motor F1A 2.3 que, segundo a Iveco, é o mais potente da categoria (com 150 cv a 170 cv), além disso, conta com a tecnologia EGR, que dispensa o uso de Arla.

Além do Daily, outro produto de sucesso da marca italiana, o caminhão semipesado Tector – que recentemente estreou a versão Autoshift, com câmbio automatizado de dez marchas – também deve ganhar ainda neste ano duas configurações inéditas, de 8 e 11 t. “Quem está conhecendo o caminhão, está comprando. É um produto extraordinário”, comenta Marcos Farias, gerente de vendas da Deva Iveco.

Segundo Farias, a meta da Iveco para 2018 é dobrar sua participação no mercado brasileiro, que hoje fica entre 4% e 5%. Para isso, a marca conta também com os avanços no setor de vendas ao governo. “O setor tem obtido resultados positivos devido ao grande aumento de licitações em função de vários recursos e linhas de créditos disponibilizados aos órgãos governamentais e suas autarquias”, finaliza Abner Saldanha, gerente de vendas ao governo da Deva Iveco.


Deva Iveco também investe no pós-vendas
Para garantir um atendimento eficaz de pós-venda, a concessionária Deva, representante Iveco em Betim, Patos de Minas, Montes Claros, Pouso Alegre e Juiz de Fora, tem investido em treinamento de seus profissionais.

“Contamos com um grande percentual (acima de 90%) de mecânicos treinados pela própria fábrica da Iveco. Uma coisa é ligada à outra. Com o crescimento nas vendas, a demanda dos serviços de pós-venda também aumenta, mas já estamos preparados para supri-lá”, garante o gerente de pós-venda da Deva Iveco, Ronaldo Silva.

Para realizar reparos com agilidade, a concessionária conta hoje com um estoque de 10 mil peças de reposição, segundo Silva. “A estratégia é focada no cliente. Em prestar um atendimento de qualidade, mas com rapidez e agilidade, e que seja um serviço sempre bem-feito desde a primeira vez”, pontua o gerente da Deva Iveco.
Fonte: O tempo